Alguma Coisa

28 de junho de 2016
O Pensador



Alguma coisa
Acontece,
Explode no interior,
Desloca,
Interroga,
Desatina ao amanhecer.

Alguma coisa
Indefinida
Desata,
Devasta o ser.

Alguma coisa
Aparentemente leve,
Mas sólida como um vulcão latente
Desperfuma
                                  As rosas,
                                  Os jasmins,
                                  As flores do campo.

Alguma coisa
De imensa dimensão
Clara,
Vivida,
Transluzente,
Vive no coração dos homens.

Alguma coisa
Como uma solidão cadente.


Introspecção

21 de junho de 2016
 Instrospecção



“Seja Eu,
 Seja Eu,
 Deixa que Eu seja Eu.”



Sinto necessidade de me afastar temporariamente do mundo, desligo-me dos contatos e me envolvo dentro de mim, entro no meu ser com toda a intensidade ,que um escritor necessita para se conhecer, analisar procedimentos alheios, definir atitudes futuras, sentir com loucura , sem interferência alguma .Há um aspecto meio mórbido nisso, mas não há como prosseguir sem esta parada...após explodir para o mundo sua obra, precisamos entender que já não nos pertencem as palavras escritas, agora são do mundo...não dominamos mais sua realidade vivida e sentida, fazemos parte da história!
Resolvi sair de casa hoje, após alguns dias de isolamento e quando caminhava para a academia de ginástica, numa tentativa de exercitar minha mente para enfrentar a humanidade, pois a atividade física me promove um certo alívio psíquico e a vida flui com menos sofrimento, um passarinho pulou numa poça de água da chuva  para tomar banho, olhei atentamente e percebi a beleza na natureza, nos animais, na liberdade em voar para qualquer canto do mundo, no ser sozinho e estar no mundo com objetivos e necessidades de sobrevivência, realmente o que me encanta  são essas pequenas observações que faço, tudo é muito intenso e efêmero!
Há dias que o céu permanece nublado, cinza, sem vibração, talvez apenas a chuva seja um sinal de energia viva! Prefiro os dias de sol, quando levanto nas manhãs ensolaradas, é maravilhosa a sensação que sinto dentro do meu ser, a luz radiante do Sol penetra dentro de mim e sou toda energia, tenho convulsões de alegria, escrevo para os amantes, tenho desejos mais ardentes, minha vida toma um sentido mais vibrante!
Quando resolvemos assumir a condição de “escritores”, há uma cobrança dentro de cada um de nós, pois precisamos escrever sempre e pensar que escrevemos para o mundo, desta forma estamos expostos a comentários, críticas, olhares estranhos, desprezo, indignação, principalmente quando falamos do amor de uma forma mais “quente”, mais “solta”, sem preocupação com os leitores, descrevemos o que sentimos e muitas vezes incomodamos pessoas mais preconceituosas, com limitações no “sentir” e no “viver”!
As palavras já foram ditas, resta relaxar!


“Seja Eu,
 Seja Eu,
 Deixa que eu seja Eu,
 E aceita
 O que seja seu
 Então deita e aceita Eu.”







Batida do Coração

18 de junho de 2016

Batida do Coração 
Bate, Bate, Bate Forte
coração.
Bate com graça,
disfarça
a solidão...
Bate, Bate, Bate,
Bate Forte
como um trovão.

Bate no peito,
no atabaque,
sem jeito
ressonando a ilusão.

Bate, Bate, Bate
Coração.
Agita
e dá um nó
na desilusão.

Bate, Bate, Forte
Coração,
bate num toque
mágico de Paixão!!!

Bate, bate, bate
Coração...

TUC...TUC...TUC.....................TUC...TUC...TUC...
TUC...TUC...TUC...TUC...TUC...TUC...TUC...TUC...